Parteum – En Garde, MMXVII Lyrics

A vida é sonho mas eu quase não durmo
Ponho resultado do que penso em paredes virtuais
Espero que os versos não caim
Como esperam que os planetas não saiam do lugar
Além da taxa da normalidade cósmica

Usei shapes de fórmica
Rodas de PU podre
Eixos que soltavam prisioneiros
Levitei por sete anos inteiros
Sem ter fórmulas, signos
Caos e o ritmo que brilha com palavras em cima
Sou digno do íntimo poder de botar letras pra dançar
Notas e linhas, troco de lugar sereno
Brinquedo de tirar o que não presta da equação do vale
Pequeno dicionário do amor versão mutante
O estúdio é a minha amante, me quer pronto pra sair
Mas nunca disse o destino
Então eu lanço nada e falo tudo
Intermitente
Sozinho no avião pois a canoa não voa
Testo conexões…
As uso para indicar quem mal me quer, bem me quer, mal me quer, bem me quer, quer

[Samples]
“Eu nunca vi nada parecido com isso”
“Tem mais algumas perguntas que eu gostaria de fazer”
“É exatamente o que eu lhe falei”
“Quando uma tempestade se aproxima eu posso sentir isso. A vovó dizia que era Deus”
“Bom…e voltando ao assunto”

Tem coisa que você precisa muito para poder pensar em outra
Arrumo a rima solta e visto o loop novamente
Feito roupas do ano passado
Volto quando quero
Rimo quando posso
Invisto no negócio em que libero cada silaba que escrevo pelo preço que eu quiser
Não tenha mais chefe, tenha sonhos
Os meus mudam de nome, estado e fase todo dia
Loucura é acreditar que cada blefe do oponente é o fim do jogo
Meu fogo é como a teimosia humana
Mágica sem fim, história incrível do MacGyver lá da Vila Arapuá
Neto de Chico, eu brilho

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *