Parteum – MMXVIII Lyrics

Letra de “MMXVIII” com Parteum

[Verso 1]
Sempre tem uma dança
Um aperto de mão, um gesto
Converso com o abismo
Quando empresto algum
Sentido para o que faço
Desconstruindo os passos
Da rotina que me torna humano e
Incrível feito amor de mãe, de fato
Eu sinto falta do que tive
Como é que a gente vive sem entrar em desespero?
O ano só começa em Fevereiro
O plano só termina quando o cidadão inteiro — desiste
Alpiste para mente que vira pássaro e voa
Convite para ser mais do que a mídia inteira ecoa
Eu já fiquei à toa, desmontando a rebeldia que me faz
Desordenar gente mais fraca enquanto existo
Complexo de Cristo, caos e gana
Nunca na mesma ordem mas funciona feito bombril na antena
Meu ego é uma piscina bem pequena
A alma é que é gigante e não me quer jogando
Bola num campo menor que ela
Se eu digo a vida é bela
Puta ou mágica, a lógica dos dias ri da ideia feito Yoda quando
Luke não controla pensamentos

[Verso 2]
Correndo na subida faz tempo
Na vida, toda treta é decrescente
Eu sigo displicente
Endeusam gente burra
Reclamam do resultado
Não leia os comentários
Eu já fiquei deitado vendo as mágoas passeando pelo céu
Lua de mel sem fim
Escondo quem eu amo
Nos cadernos que eu escrevo enquanto durmo numa outra dimensão
Confundem satisfação, prazer e honra
Eu devo não fazer muito sentido quando rimo sem prefácio
Livros de 1000 páginas, flores de 1000 pétalas
Discos de 1000 singles, casas de 1000 quartos
Deuses de 1000 anos, viagens de 1000 destinos
Estradas de 1000 quilômetros, verões de 1000 chuvas
Cheques de 1000 bancos, contas de 1000 empresas
Quadras de 1000 buracos, jaquetas de 1000 bolsos
Contratos de 1000 cláusulas, livros de 1000 donos

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *